quarta-feira, 7 de abril de 2010

África


Não é fácil preparar uma aula sobre a África. São tantos países, culturas diferentes, segredos que não temos nem idéia. Nossa educação peca muito ao não nos ensinar sobre este fantástico continente. Acho muito legal que começou a ser obrigatório o ensino nas escolas brasileiras. No mínimo, temos que saber quais são as nossas raízes, de onde viemos pra podermos valorizar mais a nossa cultura. Temos tantas coisas em comum! O pouco que tenho estudado, pra dar estas aulas aqui,me mostra que somos ignorantes.
Penso no que ensinar, o que falar para estes croatas sobre a África Lusófona. A partir de meus parcos conhecimentos e experiência, decidi começar do zero. Passei a falar sobre a África como berço da humanidade, os Egípcios, Núbios e assim por diante. Não adianta falar sobre Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Guiné Bissau, senão sabemos o porquê que eles são países lusófonos.
Enfim, achei um jeito de começar a disciplina, a partir de minhas dúvidas e conflitos. Acho que já é um início!

3 comentários:

  1. Pois é, que tarefa que tu foi arrumar, hein? Uma brasileira dando aula sobre a África para alunos croatas... :) Acho que é uma ótima oportunidade para todos esses teus questionamentos e "caídas de ficha" e para nós brasileiros também! Pé direito e muita inspiração pra ti!

    ResponderExcluir
  2. Ótima ideia ,bom começo! Assim começaremos a pensar sobre aprendermos tambem! A teolinda Gersao ,filha de uma amiga da vovó Preciosa vencedora do premio de romance etc ,portuguesa ,nos narra em "a arvore das palavras" uma infancia e juventude passadas na entao Lourenço Marques ate o inicio da guerra colonial em Moçambique e o livro está a tua disposiçao e eu vou le lo rapidamente .....Bjo m.

    ResponderExcluir
  3. Marília, a melhor decisão: começar do zero. E você tem razão: África é sinônimo, ainda, de grau de ignorância do mundo lusófono... Seu doutorado promete!
    beijinho

    ResponderExcluir