terça-feira, 26 de maio de 2015

O que visitar na Croácia?

Muitas pessoas me perguntam o que ver na Croácia. Sempre respondo que depende por onde se vai chegar e o que se gosta de visitar! A Croácia é um país pequeno e muito diverso que abriga em uma pequena área montanhas, parques naturais, neve, praias, ilhas e cidades históricas. Para quem está em Zagreb recomendo os Lagos Plitvice, Rijeka, a região da Ístria (Pula, Rovinj, Motovun, Hum, Porec). Já quem está no centro da Dalmácia, tipo Zadar ou Split, pode visitar os Lagos Plitvice também, ambas as cidades citadas anteriormente, Trogir, Sibernik, Hvar, Bol, Brac, Korcula e o Parque Nacional Krka. Para aqueles que chegam pelo sul do país, em Dubrovnik, vale a pena ver o Parque Nacional Mljet,  Hvar, Brac, Bol, Vis e Korcula. É claro que há muitos outros lugares interessantes, mas estes valem muito a pena! 
O meio de locomoção entre as cidades é o ônibus e as balsas entre as ilhas. O site buscroatia.com mostra as diferentes companhias que fazem os trajetos e os preços das passagens. Uma coisa interessante é que se pode comprar na hora a passagem, direto com o  motorista e se paga por cada mala despachada. Entre as cidades Zagreb, Dubrovnik, Pula, Rijeka e Split há voos e conforme a antecedência pode se conseguir um bom preço. Para aqueles que gostam de dirigir e parar quando querem podem alugar um carro tranquilamente, as estradas são ótimas e bem sinalizadas. O trem conecta poucas cidades só.
Bem, espero que com essas dicas fique mais fácil planejar a sua viagem!
P.S Recomendo que sempre se planejem e façam reservas com antecedência para conseguirem lugares bons e os serviços desejados!
P.S 2 O site da Asociação Turística Croata é cheio de informações muito importantes, vale a pena dar uma olhada e ver as lindas fotos também! www.htz.hr

 Fonte da imagem: imagem.frompo.com

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Split!

Após ter ido algumas vezes a Split este fim de semana foi a primeira em que dormi lá e mudou totalmente a minha perspectiva da cidade. O Palácio do Diocleciano é onde a cidade pulsa vivamente com seus cafés, bares, apartamentos, restaurantes e lojas. É incrível pensar que um lugar tão antigo pode ser palco da vida cotidiana de tantas pessoas. A Riva, assim chamada, é o calçadão à beira mar onde os locais e turistas passeiam de um lado pro outro disputando lugar com as gaivotas e pombas, alegria das crianças que passam por lá! 
Ficamos hospedados em um hotel dentro do Palácio o que permitiu sentir melhor a atmosfera. A melhor forma para conhecer uma cidade, para mim, é sair sem rumo pelas ruas e desvendar os mistérios de cada esquina. Assim o fizemos, eu e a Maíra, de carrinho de um lado para o outro. No início, parece que se está em um labirito, mas com o tempo voltávamos aos mesmos lugares. 
Além da vivacidade da cidade, dos museus e do Palácio, outra coisa interessante de Split é a praticidade que se tem ao viajar por lá, pois o cais do porto, a rodoviária e a estação de trem ficam no mesmo lugar. Fomos e voltamos de avião, somente 35 minutos de Zagreb e usufruimos dos meios de transporte que funcionam bem. É claro que fora do centro histórico, a cidade é como as outras, chegando a lembrar as brasileiras, na minha opinião, por causa das propagandas, prédios pichados, mistura de estilos arquitetônicos, etc.
Um local que vale a pena visitar é a Galeria de Mestrovic, o maior escultor croata e dos Balcãs (já postei sobre ele por aqui). Há somente vinte minutos caminhando do Palácio se pode conhecer a casa em que ele viveu e projetou e parte de suas belíssimas obras. Na frente do mar, o lugar nos inspira com arte e um café charmoso. Vale a pena a visita!

Fonte da imagem: www.raidho.com.br


Fonte da imagem: http://www.villa-zarko.com/lokacija.en.php