terça-feira, 26 de março de 2013

Feliz Natal ou Páscoa?

Ontem tive a infeliz experiência de ir ao dentista, no meio da tarde, com neve sem parar. Até aí tudo bem, não sabia o que me esperava. Depois da consulta fui a pé na casa dos meus sogros, o que geralmente são 5 minutos caminhando. No meio daquela neve toda, começou um vento de rachar. Os meus pés estavam molhados, pois não tinham limpado a rua e tinha que caminhar pelo meio da rua, pois pelas calçadas estava impraticável. Devo ter caminhado 10 minutos, mas a sensação era de uma eternidade. Quando vi o termômetro, -5 graus! A sensação térmica com aquele maldito vento com certeza era de -10. Não me lembro da última vez que me incomodei tanto. A minha pele do rosto ficou vermelha até hoje!
Agora me digam, como é que pode, estamos na Páscoa e aqui nevando como se fosse Natal! Eta mudanças climáticas, hein!


quinta-feira, 21 de março de 2013

Minha flor predileta


Quando chega nesta época, além de querer comer os frutos e legumes fresquinhos da estação, sempre compro os meus queridos amor perfeitos! Sou simplesmente apaixonada, desde pequena, por essas lindas flores. Fico horas admirando-os nos jardins nas ruas e agora, dentro da minha casa. A diversidade das cores, a textura aveludada e sua vivacidade me encantam.
Oficialmente a primavera chegou, mas o tempo continua chuvoso, nublado e fresquinho. Depois de alguns dias com a calefação desligada, voltamos a ligar. Espero que logo logo a situação mude e o sol volte. Os galhos das árvores começam a ganhar brotos lentamente e os jardins cores. Adoro!



quinta-feira, 14 de março de 2013

Matovilac e a neve

Estava muito contente com a chegada da primavera, dos sabores que adoro e principalmente desta verdura abaixo que se chama matovilac. Sinceramente, nunca tinha provado no Brasil e não sei se tem. Descobri há alguns anos e adorei! Para mim um dos primeiros sinais de que a primavera está aí é comer salada! Ah, que saudades! 
Matovilac é uma folinha simples, sem um gosto muito particular, mas com um gostoso óleo de oliva e uma pitada de sal fica uma maravilha. Comprei até uns tomatinhos que devem ter vindo da Espanha, mas enfim, estávam bem docinhos! Coisa boa!
Tudo estava indo bem, o sol sumiu de novo, nomal. De repente, fiquei sabendo da nevasca nos outros países em volta e quando abri a cortina hoje ela estava ali novamente, a neve! Parece que estou num filme, tudo branquinho, os flocos caindo sem parar, parecendo lindos algodões e a primavera ficando mais longe do que nunca. 

segunda-feira, 11 de março de 2013

Croácia, um país medieval: batalha em Samobor

 Fim de semana passado fui a uma feira medieval e reconstituição de uma batalha de 1421, entre croatas e poloneses. Fiquei surpresa com a diversidade de objetos, estandes, pessoas envolvidas. O dia tinha sol e todos estavam nas ruas de Samobor.
Às três da tarde começou a incenação da batalha, nos pés do morro, num terreno que ainda não bate sol e estava cheio de neve. Comecei a ver aquelas pessoas vestidas com armaduras, roupas pesadas, peles. Como deveria ser a vida naquela época com tão pouca infraestrutura comparado aos nossos dias. Me deu frio só de olhar. Houve tiros, canhões estourando, fogo por todos os lados e uma atmosfera incrível. Durou menos de meia hora, mas foi o suficiente para nos remeter a um passado que, no Brasil, nunca tivemos.
Todos os anos esse evento acontece e os croatas se orgulham da vitória.



terça-feira, 5 de março de 2013

Lago Jarun

Um lugar que gosto muito em Zagreb, mas acabo visitando pouco é o Lago Jarun. Ele é artificial e considerado a "praia" dos zagrebinos. Há ciclovias, cafés, chuveiros, locais para caminhar, andar de patins e lugar para shows. No verão fica cheio de gente tomando banho de sol e de lago.
Este fim de semana fez sol, foi o segundo dia seguido após 3 semanas! Bom demais! Todos os zagrebinos saíram de casa e foram "lagartear" como dizemos no sul, ou seja, ficar no sol, nos cafés curtindo o dia lindo e o quentinho. É incrível como o tempo influencia o humor das pessoas e claro, o meu. Faz muita falta a luz e o calor, mas agora parece mesmo que a primavera está dando as caras, pois hoje já é o quinto dia de sol.
O que gosto do Jarun é a água, a amplidão do lugar, pessoas caminhando e fazendo exercício. Mesmo encasacados, há um clima mais de praia que só se vê lá, pra quem vive em Zagreb.