quarta-feira, 29 de julho de 2015

Mudança de referências: férias

Sol, calor, mar, suor, pessoas e muitos banhos de mar! Pela primeira vez em 7 anos e meio de Croácia alugamos uma casa e aproveitamos o país como se fôssemos turistas (exceto o cruzeiro que fizemos). Essa é a parte ruim de trabalhar com turismo pois enquanto todo mundo tá curtindo a gente tá trabalhando.
É interessante perceber como estou passando por uma mudança de referências em relação às férias e ao verão. Até então, pra mim, verão era janeiro e fevereiro no Brasil e julho e agosto aqui era só uma preparação para lá. No entanto, comecei a me dar conta que já não é mais assim, nos últimos anos mal passei na praia quando estive no Brasil no fim do ano e provavelmente não iremos este ano para lá nesta época. Fora isso, a curtição de praia que estou acostumada, isto é, caminhar na areia, jogar frescobol, pegar jacarezinho, entre outras coisas, não existe por aqui. Estou aprendendo a curtir a praia daqui e me preparar, ou seja, é preciso de sapatos pro mar, boia pra nadar, máscara de mergulho, toalhão ou algo mais grosso pra deitar nas pedras ou na laje! Sim, aqui na Croácia praias com areia são raras, não só na Croácia, mas na Europa toda. Mosquitos existem aqui e lá, portanto, não é só nos trópicos!
Bem, posso dizer que o vou sentir falta de fazer castelinhos na areia com a Maíra, passear pela beira da praia, mas o importante é que o mar daqui além de ser lindíssimo é muito gostoso para banho, mesmo sem ondas! Nada que um bom sapatinho para tomar banho nas praias de pedrinha e pedra e a diversão está garantida! Que dá saudade de nossas praias, isso dá, mas faz parte de morar longe.


Fonte da imagem: http://www.croatia-expert.com/mimice/

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Dicas básicas sobre a Croácia

Pra quem tiver interesse, saiu num site um texto meu sobre dicas básicas sobre a Croácia!

 http://blog.sealbag.com.br/croacia/

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Maribor!

Neste fim de semana fomos pela segunda vez a Maribor, uma cidadezinha na Eslovênia, que fica a uma hora de Zagreb. Pela primeira vez dormimos lá e foi muito legal! Gosto muito da arquitetura austríaca das cidades da Eslovênia, acho muito charmosa e homogênea, os centros históricos cheios de cafés, lojas, lugares para passear e desfrutar.
A cidade é cortada por um rio, o Drava, como muitas europeias. Muitos cafés têm brinquedos para crianças nas ruas e os restaurantes têm cadeirinhas para bebês, o que ajuda muito na hora das refeições. O povo é simpático e tranquilo.Um bom lugar para passar o fim de semana!

                                     Fonte da imagem: bloghihostels.com
                                     Fonte da imagem: esn.htu.tugraz.at

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Montenegro

Fiquei sabendo que passou no Brasil o Globo Repórter sobre Montenegro e vou aproveitar a deixa pra falar um pouquinho sobre este belo país! Vizinho da Croácia, Montenegro tem uma bela costa e lindos parques naturais. Já escrevi aqui sobre o Parque Durmitor e a cidade de Kotor, mas ainda há vários outros lugares interessantes para visitar como Risan, Sveti Stefan, Herceg Novi, a badalada praia de Budva entre outros. A capital, Podgorica, não conheço, pois na hora de fazer o roteiro para viajarmos pelos Balcãs meu marido achou que não valia a pena, então não tenho o que escrever.
Montenegro tem euro como moeda, mas ainda não faz parte da União Europeia, está em negociação. O país tornou-se independente da Sérvia em 2006 e portanto também fez parte da Ioguslávia. A religião predominante é a cristã ortodoxa. A língua é o montenegrino que é muito parecida com o sérvio. Na verdade, exceto o esloveno e o macedônio, o croata, sérvio, montenegrino e bósnio são bem semelhantes e podem se compreender tranquilamente.
Pra quem está visitando Dubrovnik, dá pra fazer um passeio de um dia para Kotor e Budva. Recomendo, pois é lindo e vale muito a pena!
Bem, algumas fotos de Sv. Stefan, Kotor, para conhecerem um pouquinho mais!

                                             culturaeviagem.worldpress.com
www.charterworld.com


http://allworldtowns.com/data_images/countries/montenegro/montenegro-01.html

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Dubrovnik!

Até agora não tinha escrito um post sobre Dubrovnik pois achava que não conhecia o suficiente para poder falar sobre a famosa "pérola do Adriático". Bem, as coisas  mudaram pois fim de semana passado fomos para lá! 
Dubrovnik, assim como Split, é uma cidade que para conhecê-la de verdade é preciso dormir nela, vagar pelas ruas sem rumo e desfrutar de sua beleza. Para quem pode, sugiro ficar hospedado dentro das muralhas, deve ser uma experiência e tanto, mas como é muito caro e tem poucos hotéis (há muitos quartos para alugar e apartamentos) fica mais difícil. O interessante deste lugar é a conservação de todo o centro histórico, suas muralhas imponentes, os diversos restaurantes, bares, lojas, apartamentos que fazem a cidade vibrar em qualquer parte do ano, praticamente. Fomos no fim de maio e já estava coberta de turistas por todas as partes.
Para se ter uma boa visão das famosas muralhas pode se ir no funicular que se encontra no centro, fazer um passeio de barco ou até mesmo ir no mirante da estrada em direção ao sul. De fato os cartões postais fazem jus à sua beleza!
Fomos de avião e gostei muito da experiência pois a vista de cima das ilhas e do litoral é de tirar o fôlego e de Zagreb precisa somente cerca de uma hora! Já na volta, viemos de carro e a paisagem também foi maravilhosa pois a estrada até Ploce vai costeando pelo litoral. Depois se tem a opção de ir pela autoestrada para quem quiser ou seguir pela mesma.
Dubrovnik realmente merece a visita. Boa viagem!

Fonte da imagem: www.telegraph.com.uk
Fonte da imagem: virtualtourist.com


terça-feira, 26 de maio de 2015

O que visitar na Croácia?

Muitas pessoas me perguntam o que ver na Croácia. Sempre respondo que depende por onde se vai chegar e o que se gosta de visitar! A Croácia é um país pequeno e muito diverso que abriga em uma pequena área montanhas, parques naturais, neve, praias, ilhas e cidades históricas. Para quem está em Zagreb recomendo os Lagos Plitvice, Rijeka, a região da Ístria (Pula, Rovinj, Motovun, Hum, Porec). Já quem está no centro da Dalmácia, tipo Zadar ou Split, pode visitar os Lagos Plitvice também, ambas as cidades citadas anteriormente, Trogir, Sibernik, Hvar, Bol, Brac, Korcula e o Parque Nacional Krka. Para aqueles que chegam pelo sul do país, em Dubrovnik, vale a pena ver o Parque Nacional Mljet,  Hvar, Brac, Bol, Vis e Korcula. É claro que há muitos outros lugares interessantes, mas estes valem muito a pena! 
O meio de locomoção entre as cidades é o ônibus e as balsas entre as ilhas. O site buscroatia.com mostra as diferentes companhias que fazem os trajetos e os preços das passagens. Uma coisa interessante é que se pode comprar na hora a passagem, direto com o  motorista e se paga por cada mala despachada. Entre as cidades Zagreb, Dubrovnik, Pula, Rijeka e Split há voos e conforme a antecedência pode se conseguir um bom preço. Para aqueles que gostam de dirigir e parar quando querem podem alugar um carro tranquilamente, as estradas são ótimas e bem sinalizadas. O trem conecta poucas cidades só.
Bem, espero que com essas dicas fique mais fácil planejar a sua viagem!
P.S Recomendo que sempre se planejem e façam reservas com antecedência para conseguirem lugares bons e os serviços desejados!
P.S 2 O site da Asociação Turística Croata é cheio de informações muito importantes, vale a pena dar uma olhada e ver as lindas fotos também! www.htz.hr

 Fonte da imagem: imagem.frompo.com

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Split!

Após ter ido algumas vezes a Split este fim de semana foi a primeira em que dormi lá e mudou totalmente a minha perspectiva da cidade. O Palácio do Diocleciano é onde a cidade pulsa vivamente com seus cafés, bares, apartamentos, restaurantes e lojas. É incrível pensar que um lugar tão antigo pode ser palco da vida cotidiana de tantas pessoas. A Riva, assim chamada, é o calçadão à beira mar onde os locais e turistas passeiam de um lado pro outro disputando lugar com as gaivotas e pombas, alegria das crianças que passam por lá! 
Ficamos hospedados em um hotel dentro do Palácio o que permitiu sentir melhor a atmosfera. A melhor forma para conhecer uma cidade, para mim, é sair sem rumo pelas ruas e desvendar os mistérios de cada esquina. Assim o fizemos, eu e a Maíra, de carrinho de um lado para o outro. No início, parece que se está em um labirito, mas com o tempo voltávamos aos mesmos lugares. 
Além da vivacidade da cidade, dos museus e do Palácio, outra coisa interessante de Split é a praticidade que se tem ao viajar por lá, pois o cais do porto, a rodoviária e a estação de trem ficam no mesmo lugar. Fomos e voltamos de avião, somente 35 minutos de Zagreb e usufruimos dos meios de transporte que funcionam bem. É claro que fora do centro histórico, a cidade é como as outras, chegando a lembrar as brasileiras, na minha opinião, por causa das propagandas, prédios pichados, mistura de estilos arquitetônicos, etc.
Um local que vale a pena visitar é a Galeria de Mestrovic, o maior escultor croata e dos Balcãs (já postei sobre ele por aqui). Há somente vinte minutos caminhando do Palácio se pode conhecer a casa em que ele viveu e projetou e parte de suas belíssimas obras. Na frente do mar, o lugar nos inspira com arte e um café charmoso. Vale a pena a visita!

Fonte da imagem: www.raidho.com.br


Fonte da imagem: http://www.villa-zarko.com/lokacija.en.php