domingo, 29 de janeiro de 2012

Uma Porto Alegre que eu não conhecia






Visitar a minha cidade natal acompanhada de um turista me fez ver Porto Alegre com outros olhos. As árvores coloridas, os prédios antigos, os parques, o sol, um charme que as vezes, quando a gente mora no lugar, se esquece que é assim.
Fiz um circuito especial com o Jerko, já que nas segundas feiras não passa o ônibus de turismo da Carris. Decidi mostrar a minha Porto Alegre, os meus lugares, os meus costumes, a minha vida que tinha lá.
Almoçamos num restaurante indiano no Bom fim, tomamos um cafézinho, passeamos pela redenção, pegamos um ônibus até o centro e ficamos um bom tempo dentro do Mercado Público. Que lugar! Há tantas coisas diferentes, cheiros, sabores, gente! É realmente verdade que se vê uma cultura de um povo nos mercados e feiras!
Seguimos pela prefeitura, Santander Cultural, Margs, Rua da praia, Igreja das Dores, Casa de Cultura Mário Quintana. Tomamos mais um café pra dar um up e seguimos até a Usina do Gasômetro! Estava fechada, mas deu pra curtir a vista do Guaíba e tirar umas fotos.
Na volta, fomos caminhando até o Teatro São Pedro, Palácio do Governo, Praça da Matriz, Catedral terminando no viaduto da Borges! Uau, escrevendo assim dá pra ver que foi bastante coisa!
Adorei ver a minha cidade bela, vazia e mais segura. Além, é claro, da casinha, minhas coisas, amigos e família!

Fotos: Praça XV, Igreja das Dores, Gasômetro e Casa de Cultura Mário Quintana.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Inverno atípico


Assim como pegamos um tempo meio atípico no Brasil, aqui as coisas estão muito diferentes. Em Floripa, no Natal e ano novo, estava chuvendo o tempo todo. Nem parecia fim de ano.
Desde que cheguei, só tem feito dias lindos e friozinhos. Geralmente nessa época faz muito frio, fica sem sol e neva bastante. Pros croatas mais parece primavera que inverno!
Aos poucos o tempo está esfriando, mas os dias continuam ensolarados! A previsão pra esta noite é -7!!!
Espero que role uma neve nesse inverno, pois ainda não a vi! Falando nisso, diz que as lojas de roupas andam meio insatisfeitas com as vendas porque não venderam roupas de inverno! Esse tempo louca atinge todo mundo, muito mais do que a gente imagina!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Croatas decidem entrar na União Europeia


Saiu hoje nas manchetes a escolha dos croatas: 66% dos que votaram querem entrar na União Europeia. Somente 44% da população compareceu ao referendo e deu a sua opinião. Agora é esperar julho de 2013 e torcer pra que as coisas melhorem!

domingo, 22 de janeiro de 2012

Parque dos Aparados da Serra: Cânion Fortaleza





Quando tinha 11 anos acampei no Cânion Fortaleza com a minha irmã, irmão e os colegas dela. Graças a ela não sou tão fresca e gosto muito da natureza! Mas como estava falando, fomos na Páscoa e passamos uns dias lindos e frios neste lugar. Naquela época ainda dava pra entrar, depois o Parque foi fechado e hoje há um controle pra quem entra, mas não se paga nada.
Há 5 anos, voltei nesse lugar maravilhoso e cheguei a tomar banho de rio!
Este ano fomos com a minha irmã, o Rage, a mãe e o Jerko. O dia estava lindo e aberto. Como nunca se sabe quando vai nublar e abrir de novo o tempo, vimos a previsão e fomos de manhã. Chegamos na hora certa, com um chimarrão na mão e muito protetor solar! A vista estava incrível, havia muitos turistas, inclusive gringos, sem ser o Jerko! Fizemos a primeira trilha de meio quilômetro e a outra de 4,5km. Chegamos no topo e deu pra ver de longe Santa Catarina! Já 10 minutos depois nublou e parecia outro lugar, cheio de névoa e bem fresquinho!
Depois, seguimos em direção à Cambará do Sul onde almoçamos no Galpão Crioulo da Costaneira que estava delicioso! Cheio de comida típica e campeira, foi praticamente uma aula pro Jerko! Pra terminar, passamos no mirante da Rota do Sol que tem uma vista fenomenal e comemos uma pamonha e um café pra animar! Foi um dia e tanto!
P.S Primeira e segunda foto: Cânion Fortaleza
Terceira: Vista do mirante da Rota do Sol

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

No Rio: Jardim Botânico



No pouco tempo que ficamos no Rio conseguimos ver uma das coisas mais lindas que já conheci: o Jardim Botânico. Criado pelo Dom João VI, por volta do ano de 1808, este lugar é um paraíso no meio do Rio. São milhares de plantas de vários lugares do mundo com uma beleza incrível. Há os jardins japoneses, o bromeliário, orquidário, cascatas, café, etc.
As palmeiras reais trazidas pelo Rei dão um charme incrível e uma enorme imponência. Era tanto verde e tanta paz que não dava pra acreditar que estávamos no Rio! Amei e recomendo!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Floripa


Florianópolis, pra mim, é sinônimo de família, praia, comida gostosa e descanso. Há mais de 10 anos veraneio lá e nunca me canso. Não só pelas mais de 40 praias, mas a atmosfera dessa cidade. Adoro o verde em volta de tudo, os morros que rodeiam os bairros, o mar que refresca e a sensação de praia que tem. É o mar verde, largas faixas de areia fina que nos dá a liberdade de caminhar, jogar frescobol, deitar, sentar, comer churros, pastel de camarão, tomar caipirinha, um milho quentinho com manteiga e sal. Quando estou lá tudo vira poesia. Nem os vendedores ambulantes me incomodam muito menos o trânsito. Algo de mágico há nessa ilha.
Falar da família então nem tem graça! Poder encontrar meus sobrinhos, irmãos, cunhadas, mãe, amigos e familiares é algo que não tem preço. Compartilhar tantas alegrias e emoções em tão pouco tempo que chego a ficar cansada. Não quero perder um minuto de tudo isso. É literalmente muita emoção! Pra completar, há um novo bichinho de estimação na família: o Tales! Um cachorrinho muito fofo que veio encantar e completar a família! Ah, Floripa já tenho saudades e me prepararei pra voltar no fim do ano!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Uma brasileira na Croácia no Brasil


Gente, voltei! Dei uma viajada pelo Brasil e deixei o blog de férias, mas agora retornei com a bola toda! Foram tantas coisas, gente, comidas e experiências que poderia ficar horas escrevendo...
Esse ano foi a quarta vez que fui ao Brasil desde que moro aqui. Engraçado é que as sensações vão mudando conforme o tempo. Como escrevi há um ano aqui, me senti meio turista nos dois primeiros dias que cheguei em Floripa, mas depois me acostumei. Desta vez não. Passei 10 dias na casa do meu irmão, como sempre fazia quando morava no Brasil e depois o Jerko veio. Quando fomos à Porto Alegre, foi a primeira vez que ele foi lá, foi muito natural, parecia que já tínhamos estado muitas vezes juntos.
Nesse ano curtimos uma praia (com muita chuva) e depois viajamos! Fomos à Porto Alegre, São Chico, cânions, Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu. Nos próximos posts vou dar uma relatada da viagem.
Achei interessante a perspectiva de ser uma brasileira na Croácia no Brasil. É diferente voltar ao seu país e fazer turismo e olhá-lo como turista. Porto Alegre mesmo, a minha querida cidade natal, foi uma surpresa. Nunca tinha a visto desta forma, cheia de cores, belos prédios, muitas árvores, pessoas amigáveis e comida deliciosa. Acho que a distância nos faz ver tudo de forma diferente. Até mesmo a insegurança que me incomodava muito quando eu morava lá, e mesmo depois dentro dos meus pesadelos, me pareceu mais branda. Acho que a cidade está mais segura e cuidada.
Enfim, são tantas percepções e lindas lembranças que nunca poderia imaginar viver isso. Ontem mesmo quando cheguei no aeroporto me deu um alívio, uma sensação de estar em casa. Mesmo ouvindo croata e olhando aqueles rostos estranhos. As vezes me pergunto como pode ser possível tudo isso que estou vivendo e como vim parar aqui. A resposta é simples: um grande amor e uma vida muito feliz na Croácia!