terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Educação croata

Desde que cheguei na Croácia, tenho tentado entender o sistema educacional, não que seja tão diferente do nosso, mas acho bem complicadinho. Começamos que a entrada no berçário começa com um ano, no mínimo. Como tinha dito em outro post, a licença maternidade aqui pode ser prolongada até 1 ano, coisa boa! É comum que os avós fiquem cuidando dos netos até o primeiro ano ou mais tarde.
O jardim de infância é como o nosso, até onde eu saiba. O ensino fundamental tem 8 séries e o médio 4 séries. Para entrar na universidade, há uma espécie de exame final ao terminar o ensino médio e a partir da nota, da escolha dos cursos e das faculdades, se vai para o escolhido. Conforme a escolha do curso, é necessário também fazer uma prova específica para entrar.
Na universidade, está em vigor o sistema Bolonha, que funciona na Europa toda e que consiste em 5 anos de estudo. Terminando os três primeiros anos, o estudante sai com bacharelado e os 2 seguintes, com mestrado. Aqui é possível cursar duas opções ao mesmo tempo, tipo Letras Português e Espanhol, por exemplo.
Já as notas são um caso a parte, que não vou detalhar muito. Só para ter uma ideia, 5 é a nota máxima e 1 a mínima, sendo que a média pra passar de ano é 2. É complicadinho, hein?!  



13 comentários:

  1. Oi, Marília!
    Maravilha sair da faculdade já com mestrado incluso nos 5 anos do curso!
    Ir para a creche antes de um ano de idade afeta a imunidade deles, exigindo os maléficos antibióticos.
    Você tem ideia da idade em que a criança inicia o fundamental ( 1ª série)?
    Aqui em meu município, baixou-se a faixa etária: de abril de 2007 a março de 2008. O mais novos iniciam a 1ª série antes de fazer 6 anos. Tem sido muito bom, pois dá tempo de evitar defasagens.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cristina!
    Pois é, também acho bem interessante este sistema.
    Com certeza, na verdade quanto menores, mais baixa a imunidade, né?
    Creio que cerca de 6, 7 anos como no Brasil.
    Sério? Nossa, que cedo! Não sabia.. bom saber!
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Aqui é um pouco mais enolado, Marília, mas para estar apto a entrar na universidade é preciso estudar 12 anos, como aí. Achei engraçado as notas: é o contrário daqui. A melhor nota é 1 e a pior é 6. A partir da nota 4 já conta como aprovado.
    Um grande abraço,
    Lu

    ResponderExcluir
  4. Nossa, Lu, que engraçado ser exatamente o oposto daqui! E como são rígidos!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Muito legal que a formação em curso superior é mais completa que aqui, pois já se sai com mestrado!
    Adoro os posts.

    bjos

    ResponderExcluir
  6. E a formação em Medicina, como funciona. Aqui no Brasil são seis anos e mais a residência que é a especialização.

    ResponderExcluir
  7. E a medicina, como funciona? Aqui no Brasil são 6 anos de formação e 2 de residência se não me engano.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. E a formação em Medicina, como funciona. Aqui no Brasil são seis anos e mais a residência que é a especialização.

    ResponderExcluir
  9. Oi,são 6 anos,mas não sei se tem residência!

    ResponderExcluir
  10. Marilia,gostaria de saber como é na croacia em
    relação a violência e a educação das pessoas.
    É muito diferente do Brasil ?

    ResponderExcluir
  11. Se é sobre a violência em geral que pergunta, sim aqui é muito mais seguro, sem comparação. Já a educação em que sentido pergunta?

    ResponderExcluir
  12. Oi Marina ! Vou me mudar para Montenegro no ano que vem, gostaria de saber como é o processo de selecao pra medicina por ai. Estou me formando em enfermagem sabe dizer se é valido por ai? E pra cursar medicina é tipo vestibular? Fico no aguardo. Obrigada.

    ResponderExcluir
  13. Oi, que eu saiba tem um tipo de vestibular sim, só não sei como é para estrangeiros! Não sei,infelizmente.de nada

    ResponderExcluir