sexta-feira, 30 de maio de 2014

A família croata

Desde que nos mudamos, tenho caminhado muito pelo bairro e observado como as pessoas vivem por aqui. Tenho a sensação de morar no interior, o silêncio constante que parece domingo; o ar puro que respiro; o vento que sopra e o cheirinho de chuva na grama; as badaladas do sino da igreja; as mesmas pessoas passando todos os dias na mesma rua me cumprimentando!. Estou gostando desta experiência!
Uma coisa que me chamava a atenção que eu achava e agora se confirmou é a construção de casas grandes e com vários andares para as famílias morarem juntas. O nosso famoso "puxadinho" tem a versão vertical aqui na Croácia! A ideia é que cada família more em um andar, por exemplo, os pais no térreo, o filho com a esposa no primeiro, etc! Como moro num bairro praticamente de casas vejo que há muitas famílias morando juntas. Na casa dos nossos vizinhos, por exemplo, vivem 11 pessoas! 
No começo estranhei muito pois estava acostumada com "cada coelho na sua toca", mas no fim vejo que para algumas famílias funciona bem esta convivência. O que com certeza falta, digo por experiência, é privacidade, algo que apreciamos muito no Brasil (assim penso) e que aqui não tem tanta. 
Além de dividirem o mesmo espaço, muitos croatas são mais próximos das suas famílias do que  os brasileiros. Alguns falam com os pais todos os dias, compartilham o que fazem, conversam, tomam café, etc. No começo, quando cheguei, me surpreendi ao ver este comportamento. Nunca imaginei encontrar na Europa pessoas mais "quentes" do que nós (novamente, isso é a minha opinião baseada na minha experiência).
Fonte da imagem: http://www.makarska-post.com/index.php/inicijativa-u-ime-obitelji-prikupila-preko-pola-milijuna-potpisa/

5 comentários:

  1. Oi, Marília!
    Eu pensava que no leste europeu as pessoas fossem mais desgarradas que as do oeste. Gostei demais de sua informação!
    Aqui no interior de SP, o que vemos são casinhas nos fundos, onde os filhos vão se alojando. É algo transitório; assim que podem, se mudam.
    Eu gosto de privacidade e não tenho o hábito de "colar" na família, mesmo porque saí de casa aos 20 anos (casada).

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Gostei do blog, parabéns, eu e minha esposa temos muita vontade de conhecer a Croácia...

    ResponderExcluir
  3. Boa noite Marília
    Que bom que você está gostando da nova experiência!
    Aqui na Itália, ao menos na minha cidade, as pessoas são muito família!
    Meu marido vai todos os dias na casa dos meus sogros tomar um cafezinhos.
    Temos muitos amigos e parentes que moram na mesma casa com suas famílias, mas em andares diferentes, como na Croácia!
    Eu também admiro muito isso, principalmente pelo respeito que eles tem pelos pais e avós.
    Te desejo uma linda semana.
    Bjim
    Léia

    ResponderExcluir
  4. Olá Marilia, quando estive na Croácia, pude realmente ver como as famílias passeiam juntas nos parques, os pais jogam bolas com os filhos e fazem piqueniques. Aqui no Brasil, infelizmente me parece que essa união está cada vez mais se dissolvendo. Todo mundo vive correndo atrás de alcançar uma estabilidade financeira, que nos consome a vida inteira e parece que nunca chegar. Quando acordamos, a vida passou e deixamos de curtir momentos especiais ao lado de quem amamos. Aproveite muito isso por aí. Bjs Flavia.

    ResponderExcluir
  5. Oi Flavia,
    infelizmente concordo contigo, a realidade brasileira está bem complicada e o que é mais importante, momentos em família e amigos, estão cada vez mais escassos. Pode deixar que tô curtindo mto!
    bj!

    ResponderExcluir